Japão: situação pouco clara em fornecedores Saab

Nenhum dos fornecedores da Saab está nas áreas mais afetadas. Essa é a boa notícia. Mas, os fornecedores têm fornecedores e sua situação não está clara para nós, disse o gerente de compras da Saab, Kjell-Ake Eriksson.

A Saab compra vários componentes importantes do Japão, como a transmissão automática 6 da Aisin. Problemas poderiam surgir se, pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, o Japão regulasse sua produção e exportação.

Devido à falta de matéria-prima ou escassez de energia. Porque não só a Saab e a Volvo compram transmissões automáticas no Japão, como também muitos outros fabricantes de automóveis na Europa.

Mas mesmo uma interrupção da produção no Japão não significa automaticamente interrupção da produção em Trollhättan. A Saab está recebendo os componentes por frete marítimo, o que significa um prazo de seis semanas. “Se necessário, também poderíamos comprar os componentes por frete aéreo”, diz Kjell-Ake Eriksson, “mas isso significaria custos mais altos”.

Fonte: TTELA