As vendas da Saab China começam no outono

A entrega de carros novos começou na Suécia na semana passada. O próximo mercado oficial é a China. Lá, a NEVS está trabalhando duro para montar as estruturas, um desafio para a empresa. Porque o NEVS-Saab é ainda mais iniciante do que na Europa.

Saab 9-3 com novo logotipo. © 2014 saabblog.net
Saab 9-3 com novo logotipo. © 2014 saabblog.net

Jonas Hernqvist, Diretor de Vendas e Marketing da NEVS, conversou com Victor Jensen, da Rádio Suécia, sobre atividades na China na semana passada. Atualmente, os parceiros de vendas são recrutados e a infra-estrutura e administração necessárias são construídas. Para Saab um começo completo de quase zero, porque a marca é relativamente desconhecida e nunca vendeu mais de 1.000 veículos por ano na República Popular.

Com o novo dono e grande acionista Quingdao para trás, Hernqvist vê mais oportunidades para a Saab do que sob as antigas estruturas. Hernqvist já era responsável pela região Ásia-Pacífico da Saab Automobile AB e conhece os mercados. Os compradores chineses, diz ele, estão muito interessados ​​em marcas europeias, e a Saab tem uma grande história no lado do crédito. Mas até agora não há rede de concessionários, os concorrentes europeus investiram grandes somas de dinheiro ao longo dos anos, a Saab chega muito tarde no mercado.

Jonas Hernqvist não tem ilusões. Na conversa ele disse: “...a competição é muito difícil para o NEVS" Após o lançamento no mercado da China - o parceiro Quingdao já encomendou 200 veículos elétricos - a Europa é o foco das atividades.

De acordo com Hernqvist, a NEVS quer retornar a vários mercados europeus este ano. Temos contatos com cerca de 10 mercados e ficaremos surpresos com o que acontecer.

Ainda mais paciência do que devemos trazer aos nossos amigos americanos Saab. O mercado dos EUA exclui Hernqvist, devido à taxa de câmbio desfavorável, para o futuro próximo. Mas a longo prazo, a Saab também voltará aos Estados Unidos. Porque a Saab deveria voltar a ser uma marca internacional.

Texto e imagem: tom@saabblog.net

pensamentos 6 sobre "As vendas da Saab China começam no outono"

  • Meu Saab 93 Convertible tem 13 anos e está em ótimas condições. Então eu espero até que eu possa dirigir o SAAB elétrico. Farei tudo para manter meu conversível por muito tempo.

  • em branco

    Finalmente, você ouve algo vernunfftiges de Nevs. Até agora, sempre houve conversa sobre a China e o carro elétrico. Finalmente uma frase sobre a Europa. E quem quer vender carros na Europa, não pode se dar ao luxo de ir sem um diesel limpo e limpo no começo.

  • em branco

    Meu TTiD é jovem há 5 anos, já viu o mundo a mais de 155000 km e está no auge 🙂! Eu ainda tenho paciência…. e espere 😉.

  • em branco

    Meu TTiD também tem 5 anos - espero que aguente por mais alguns anos, já que estou especulando que meu próximo SAAB será movido a eletricidade!
    Conexões de carregamento na garagem, em frente à garagem e também na rua já estão disponíveis!

  • em branco

    Oi Tom,

    Boas notícias, meu 9-3 Convertible agora tem 5 anos, então pode ser algo com um sucessor! 🙂

    • em branco

      Sim, eu acho que sim

Os comentários estão fechados.