O anseio por (a) Suécia?

Foi 1980 no verão. Nas férias de verão na ilha de Rügen, o destaque foi a visita ao café da visão no Hotel Saßnitz. Chic, partimos em Trabi, a caminho. No topo, eu pedi para sentar-se do lado com vista para a doca do ferry. Lá você chegou do norte inalcançável, os Volvos e Saabs. Gostei tanto no início. O principal deve ser a Suécia.

Saab 9-3 Cabriolet de Jörg
Saab 9-3 Cabriolet de Jörg


No caminho de volta, passamos um 900 i Sedan em preto. Um cavalheiro ganancioso conduziu o veículo nobre sobre a estrada de forma casual. Tal carro seria e provavelmente seria um sonho, pensou o escritor de nove anos de idade.

Então, mesmo na idade pronta para o carro, havia o primeiro Trabant auto-construído. 1993 com um elegante Ford Sierra Coupe, o primeiro carro ocidental. Isto foi seguido por um vermelho Sierra II Coupe e 1999 a Mondeo. Agora para o 30. Aniversário o primeiro carro novo a ser comprado. A cor? Claro, vermelho. E o carro?

Um Saab 9 3 I Coupe 2,0t SE. Um sonho ficou com arcos no aniversário na frente da casa. 3 anos, tudo correu bem. Infelizmente, a antiga representação da Saab em Freital, perto de Dresden, era mais uma organização de garantia. Quando eu não consegui uma consulta oportuna para uma garagem com um ventilador de aquecimento falido no inverno, o Saab foi trocado por um novo BMW 520i em uma ação noturna.

Mas o vírus Saab não pôde ser eliminado. Após os anos 7 de vários BMW, eu agora possuí um conversível 1er BMW, embora eu já tivesse conduzido a amostra conversível Saab 9-3 II e reconhecido como o melhor carro para mim. Após o teste, sinalizei para o negociante que peguei o carro e (novamente no meu aniversário) venho comprá-lo. Quando cheguei na hora do relógio 9, foi-me dito que este carro seria agora instalar uma Navis especial na oficina e não pode ser vendida para mim.

Grande. Então, eu dirigi o conversível BMW. Nunca fui feliz com isso. Por quê? Cor e assentos bem como a aparência externa foram bastante grandes. Mas o motor, um otário 2,0 com 143 PS apenas subterrâneo. Quando várias falhas surgiram (foi 2010 em abril) e a crise de Saab cresceu, eu estava determinado a voltar a ser Saabiano.

A concessionária de automóveis já tinha o meu Saab 9-3 2,0T Cabriolet Vector em preto metálico com equipamento quase completo (exceto bancos elétricos), interior bege. Ele me foi dado por um teste e o assunto foi feito. Algumas rodas Saab ainda negociaram para o verão e, desde então, conduz meu carro dos sonhos com 210 PS, que também são bastante suficientes. Como proceder com o vírus Saab?

Isso segue na Parte II ...

Obrigado a Jörg por seu Saab Summertime História! Você também tem algo a dizer sobre Saab?

 A história de um feriado inesquecível, uma restauração, o primeiro contato com a marca de Trollhättan ou simplesmente por que Saab pertence à vida automotiva ...

Seja lá o que for, escreva-nos. Agradecemos, apoiado pelo Orio Alemanha GmbH, com Literatura de Saab e saabigen pequenas coisas para cada artigo publicado!

pensamentos 2 sobre "O anseio por (a) Suécia?"

  • Oi, eu tenho uma pergunta:

    Minha perua AERO de 2006 com quase 270tkm tem o problema de dirigir "inibida" na 4ª e na 5ª marcha, quase exatamente até o limite do turbo vermelho, enquanto na 2ª marcha literalmente "explode" e desenvolve uma força que eu nunca tinha conhecido antes. Isso tem ocorrido com GLP nas últimas semanas (Prins V1 com bomba digital ValveCare, desde 85tkm sem problemas), mudo para a gasolina, ainda dá para sentir o problema, mas um pouco menos grave. Eu não sou um foguista, normalmente só GPL até 150km / h. Nem sempre observo, principalmente quando já dirigi 30 minutos na rodovia atrás de mim. Tenho conduzido o carro há 8 anos (232 tkm), com intervalos de manutenção apertados (cerca de 10 tkm), etc. Motoristas frequentes (80 tkm por ano). Se eu comparar a zona turbo vermelha com meu Viggen Cabrio, então é completamente diferente no topo daquele Viggen de 1999 com 306 HP - mas isso provavelmente se deve ao gerenciamento do motor (e quilometragem: apenas 80tkm aqui).

    Alguém tem uma ideia? Mangueira turbo toda apertada, já troquei a válvula magnética. São os sinais de uma fraqueza do turbo? Ainda tenho uma turbina original.

    Obrigado por todos os comentários,

    Wolfgang

  • Continuação desejada! Qual é o próximo?

Os comentários estão fechados.